Vinícola Aurora

Bem-vindo ao site da Vinícola Aurora. Para continuar informe onde você está e se possui idade legal para beber.

Apoiamos o consumo responsável de bebidas alcoólicas, para visitar nosso site você deve ter idade legal para consumo das mesmas.

Sim, eu tenho
Se beber, não dirija. Se dirigir, não beba.

Vinícola Aurora

Início do conteúdo
  • 01. Posso comer peixe e harmonizar com vinho tinto?

    No mundo da culinária, algumas regras foram apenas feitas para serem quebradas. Pegue a tradição ultrapassada de servir exclusivamente peixe com vinho branco, por exemplo. Por muitos anos, escritores e críticos de alimentos advertiram contra a harmonização de peixe e vinho tinto, proclamando que vinhos com tanino elevado, como o Cabernet Sauvignon, iria trazer um gosto metálico na peixe em vez de realçar o sabor e textura.
    No entanto, ao sugerir que todos os vinhos tintos são semelhantes em níveis de tanino e que os peixes não são tão ssuculentos o suficiente para ser complementados por vinho tinto, esta "regra" culinária faz um grande desserviço para tanto vinho quanto para o peixe. Felizmente, esse mito foi finalmente dissipado, muito provavelmente com a ajuda do não tão improvável Pinot Noir e salmão. Se a harmonização de vinho tinto com peixe em seu próximo jantar ou reunião familiar soa tão deliciosa para você como é para nós, há uma série de coisas que você deve ter em mente. Para começar, é importante considerar que o seu vinho deve elogiar o seu peixe, e não prevalecer contra ele. Para um bacalhau, o vinho ideal para harmonizar e ter equilíbrio é o Pinot Noir. O crítico gastronômico do New York Times, Eric Asimov, observa que "Se você estiver indo para tratar um peixe rico como o atum, como se fosse um bife, você vai querer beber vinho tinto", da harmonização de um peixe com um vinho que pode equilibrar sua intensidade. Asimov também aponta que quando você seleciona a sua garrafa de vinho, não deve ser aquele que é "pesado, com carvalho, ou tânico." Em vez disso, optar por vinhos como um Pinotage.

  • 02. Quanto tempo dura um espumante na caixa sem perder a qualidade? Como é a melhor forma de conservar?

    O vinho espumante deve ser guardado em posição vertical, em local fresco, seco e ao abrigo da luz. Nada de lugares abafados e em contato direto com a luz solar. E sobre a sua qualidade, quanto mais cedo você consumir melhor. Os espumantes não são vinhos de guarda, por isso, o consumo deve ser o mais rápido possível. Mas ele poderá durar de 2 a 3 anos antes de apresentar qualquer alteração de sabor.

  • 03. Qual a temperatura ideal para servir vinho tinto?

    Um vinho tinto mais envelhecido, encorpado, geralmente é servido à uma temperatura de 18 a 20°C, enquanto um vinho mais jovem, leve, pode ser servido um pouco mais resfriado, em torno de 15°C. Atenciosamente. André Peres Jr. Enólogo

  • 04. Qual a diferença entre o espumante Brut e Moscatel?

    O Espumante Brut se diferencia do Moscatel devido à forma de elaboração. O Brut é elaborado à partir de um vinho, já fermentado, de graduação alcoólica próxima de 11% e sem açúcar. O Moscatel, por sua vez, tem a sua primeira fermentação interrompida, mantendo os açúcares naturais da uva e resultando um produto de graduação alcoólica mais baixa, em 7,5%. São produtos diferenciados. Atenciosamente. André Peres Jr. Enólogo

  • 05. Oiii... gente quanto tempo dura um espumante na caixa sem perder a qualidade? Como é a melhor forma de conservar?


    O vinho espumante deve ser guardado em posição vertical, em local fresco, seco e ao abrigo da luz. Nada de lugares abafados e em contato direto com a luz solar. E sobre a sua qualidade, quanto mais cedo você consumir melhor. Os espumantes não são vinhos de guarda, por isso, o consumo deve ser o mais rápido possível. Mas ele poderá durar de 2 a 3 anos antes de apresentar qualquer alteração de sabor.

  • 06. Qual o tempo médio de maturação/envelhecimento necessário aos vinhos, antes de serem vendidos?

    Qual o tempo médio de maturação/envelhecimento necessário aos vinhos, antes de serem vendidos.
    O tempo de envelhecimento de um vinho varia muito de acordo com o tipo de uva e o produto final desejado. Geralmente vinhos brancos e espumantes vão para o mercado ainda jovens e em sua maioria não tem passagem por barricas de carvalho. Os chamados vinhos tintos jovens, como por exemplo o Aurora Varietal Pinot Noir, também sem passagem por carvalho, vai ao mercado ainda jovens, geralmente no mesmo ano em que a uva foi colhida. Existem os chamados vinhos de guarda, que como o Aurora Millésime, podem passar mais de um ano em barricas de carvalho e depois mais um ano envasado em caves climatizadas antes de ir ao mercado. Os vinhos tintos das linhas Aurora Varietal e Marcus James geralmente têm uma passagem rápida por carvalho, de 3 a 6 meses e depois são guardados por mais um pouco em tanques de aço inoxidável, indo para o mercado um ou dois anos após a sua elaboração. Os vinhos de mesa, elaborados com uvas americanas e híbridas, como o Sangue de Boi e o Country Wine, não são vinhos safrados, mas vão para o mercado ainda jovens, normalmente no mesmo ano de sua elaboração. Esperamos tê-la auxiliado e agradecemos os elogios, sempre aguardando vosso próximo contato. Atenciosamente, André Peres Jr. Enólogo

  • 07. Para que serve uma bomba de vácuo e um salva gotas?

    Uma bomba de vácuo é utilizada para retirar o ar da garrafa depois de aberta, para diminuir a quantidade de oxigênio que poderia oxidar o produto depois de aberto. Já o salva-gotas, como o nome mesmo diz, se trata de um utensílio para o serviço do vinho que evita que as gotas escorram pela garrafa, manchando o rótulo, ou que pingue fora da taça, sujando a mesa ou até mesmo a pessoa que está sendo servida. Atenciosamente. André Peres Jr. Enólogo.

Envie sua pergunta para nossos enólogos.
Final do conteúdo